41 3209-9502
41 9-9920-6075
SIGA-NOS
Formulário de Contato
Sua Conta

Blog

Vacinação Infantil e Autismo

VACINAÇÃO INFANTIL E AUTISMO
Por Aline Maran - Psicóloga do CEDIN (CRP 08/26004)

A vacinação, em especial, a vacinação infantil é assunto a ser debatido, já que especialistas alertam que é crucial que todos estejam com a vacinação em dia, para termos um mundo mais saudável e livre de surtos e epidemias. Quando não se vacina uma criança, por qualquer justificativa irrisória, tira-se o direito desta criança crescer saudável, bem como, o direito de seus amiguinhos que não foram vacinados ainda.

Algumas pessoas, erroneamente, acabam acreditando que as vacinas podem causar autismo, mas como bem se sabe, o Transtorno do Espectro do Autismo possui conotação genética e ambiental, e não possui causa de nenhum viés da vacinação. Dados epidemiológicos são conclusivos de que não há evidência de que uma associação causal entre a vacina e o Transtorno do Espectro do Autismo possa acontecer. Anos atrás, alguns estudos apontavam para essa relação entre autismo e vacinação, mas haviam erros de ligação causal por questões metodológicas de coleta de informação. Bem como, não existe nenhuma publicação com base científica, que comprove uma possibilidade do aumento do risco do Transtorno do Espectro do Autismo após a vacinação.

No Brasil, o Ministério da Saúde oferece gratuitamente um grande número de vacinas contra diversas doenças graves, todos devem estar atentos ao calendário básico de vacinação, devem levar seus filhos e estimular os parentes a irem aos postos de saúde para serem vacinados nas idades recomendadas. Será que os pais já vacinaram as crianças que convivem com o seu filho?

De acordo com a OMS e Unicef, mais de 3 milhões de crianças ainda morrem por ano de doenças que podem ser prevenidas com a vacinação. Segundo a diretora geral da OMS, se nada for feito, o mundo corre o risco de assistir o ressurgimento de epidemias de doenças que já poderiam ter sido erradicadas como o tétano, a poliomielite, a coqueluche e a difteria. Em 2017, a taxa de imunização no Brasil foi a pior dos últimos 12 anos.

Então, vale lembrar que é de suma importância a vacinação, e o principal benefício é a prevenção de doenças, da morte, e uma melhor qualidade de vida para todos.



Fonte:

67ª Assembleia Mundial da Saúde, Comprehensive and coordinated efforts for the management of autism spectrum disorders (ASD), 2014.

Cartilha de vacinas: para quem quer mesmo saber das coisas / Cristina Toscano, Ligia Kosim . - Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2003.

Organização Mundial da Saúde – OMS. Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 IGO (CC BY-NC-SA 3.0 IGO; 2018. Disponível em: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/igo).
 
 

« Voltar